Impacto do Ombro









Resolva as dores e limitações de seu ombro com um tratamento de última geração para a Síndrome do Impacto do Ombro.

Um tratamento com o máximo de efetividade que traz os seguintes benefícios a você:
. diminuição/eliminação da dor
. restauração dos movimentos
. retorno à prática esportiva
. menor uso de medicamentos
. prevenção de cirurgia

Não utilizamos "choquinhos e calorzinhos" (exceto quando, realmente, necessário). Usamos somente técnicas efetivas, cientificamente embasadas, para o máximo de resultados!

Entre em contato (clique aqui) para agendar sua sessão!


O que é
Síndrome do Impacto do Ombro é o conjunto de sinais e sintomas relacionados ao contato inadequado das estruturas do ombro, mais especificamente,dos tendões do manguito rotador (especialmente do músculo supraespinhoso - ver figura abaixo) com o acrômio. Esse contato inadequado gera desgaste e ruptura dos tendões do manguito, assim como dor e limitação dos movimentos. Existe também o chamado Impacto Posterior, que ocorre na região de trás do ombro.


ombro visto pela frente -
Espaço Subacromial é a região por onde o 
supraespinhoso poderia ficar comprimido. 
Outros dois músculos podem ser vistos:
à frente o músculo subescapular e, atrás, o
músculos infraespinhoso.



Sintomas
Alguns dos sintomas mais comuns são:
. dor ao elevar o braço ao lado ou à frente do corpo, especialmente se essa dor for sentida entre 60 e 120 graus de elevação;
. dor na região lateral do ombro, podendo espalhar para o braço ou pescoço;
. dor noturna (ao tentar dormir à noite);
. dificuldade de levantar objetos acima da cabeça;


Origem da Dor
A tendinite do tendão do músculo supraespinhoso é a principal origem das dores assim como a bursite (inflamação da bursa subacromial). Outros tendões do manguito rotador, como do músculo subescapular e do músculo infraespinhal, também podem originar a dor. 


Impacto Posterior
O impacto posterior ocorre na região de trás do ombro. É observado em arremessadores, e ocorre no momento em que o braço se prepara para soltar a bola, indo para trás da cabeça. Nesse momento, o tendão do músculo infraespinhal pode ser comprimido, levando a sintomas nessa região.


Ruptura
Síndrome do Impacto, mantida ao longo do tempo, pode tornar o tendão gradativamente enfraquecido, levando à ruptura.


Causas
São várias causas:
. sobrecarga excessiva (especialmente em atletas que usam muito os braços: vôlei, natação, arremessadores, etc);
. incoordenação motora dos músculos que controlam a escápula e o ombro;
. gesto esportivo ineficaz em atletas;
. erros de treinamento;
. fraqueza dos músculos e tendões;


Corticoesteróides
As injeções de corticoesteróides não são efetivas. Elas, quando promovem benefício, este é  de duração muita curta e é muito pequeno.


Tratamento
O tratamento na fase inicial envolve o controle da dor e da inflamação através de recursos eletrotermofototerápicos e outras técnicas analgésicas. Após essa fase, um trabalho progressivo de correção das causas é realizado paralelamente a um programa de fortalecimento de músculos e tendões. Em atletas, é feito, numa fase mais avançada, o trabalho de reintegração ao esporte específico. 

Prevenção de Cirurgia
Em pessoas com indicação cirúrgica temos protocolos específicos de tratamento e prevenção da cirurgia. 



TrendsTops

TrendsTops - Agregador de Links

Uêba

Uêba - Os Melhores Links