03/10/2016

As lesões mais comuns no Ballet




Quais as lesões mais comuns em praticantes de Ballet?

O Ballet é uma dança que pode ter um grau de exigência física, especialmente naqueles que se aproximam do profissionalismo, muito alta. A incidência de lesões está em torno de uma lesão para cada 1000 horas de prática, podendo até ser mais alta no caso de profissionais (1). A prevalência de lesões músculo-esqueléticas pode ser altíssima (prevalência=lesões presentes num determinado espaço de tempo), chegando uma relação de mais de duas lesões por praticante (2). Conhecer as lesões mais freqüentes pode auxiliar tanto os praticantes e professores do Ballet, assim como os profissionais da saúde, a estarem preparados para atuar adequadamente na prevenção e no tratamento.


Em relação às lesões, a maior parte delas ocorre nos membros inferiores, especialmente pé e tornozelo (1,2). Além disso, são muito mais freqüentes as lesões de sobrecarga (overuse) do que as lesões traumáticas (1).


As lesões mais comuns encontradas (1,2,3,4) foram:
. estiramentos dos músculos posteriores da coxa,
. dor patelofemoral,
. tendinopatias dos músculos do tornozelo,
. síndrome do ressalto do quadril,
. dor lombar; e
. entorses de tornozelo.


Em dançarinos profissionais, as fraturas de stress da tíbia e dos metatarsos também foram freqüentes (2).


Em relação à origem das lesões, os movimentos repetitivos e os movimentos de "pirouettes" são situações predisponentes de lesões (4). O Ballet clássico parece ter maior incidência de lesões (3).


A maior parte dos profissionais do Ballet aposentados ainda sente algum tipo de dor músculo-esquelética, e a principal causa de aposentadoria parecem ser as dores lombares e de quadril (5).  


Embora o Ballet não seja considerado um esporte, vale a dica de que as recomendações para prevenção de lesões no esporte também se aplicam a ele




Referências Bibliográficas
1. Smith PJ, Gerrie BJ, Varner KE, McCulloch PC, Lintner DM, Harris JD. Incidence and Prevalence of Musculoskeletal Injury in Ballet: A Systematic Review. Orthopaedic Journal of Sports Medicine [Internet]. 2015 Jul 7 [cited 2016 Oct 3];3(7). Available from: http://ojs.sagepub.com/lookup/doi/10.1177/2325967115592621 
2. Smith TO, Davies L, de Medici A, Hakim A, Haddad F, Macgregor A. Prevalence and profile of musculoskeletal injuries in ballet dancers: A systematic review and meta-analysis. Physical Therapy in Sport. 2016 May;19:50–6. 
3. Sobrino FJ, de la Cuadra C, Guillen P. Overuse Injuries in Professional Ballet: Injury-Based Differences Among Ballet Disciplines. Orthopaedic Journal of Sports Medicine [Internet]. 2015 Jun 29 [cited 2016 Oct 3];3(6). Available from: http://ojs.sagepub.com/lookup/doi/10.1177/2325967115590114 
4. Costa MSS, Ferreira AS, Orsini M, Silva EB, Felicio LR. Characteristics and prevalence of musculoskeletal injury in professional and non-professional ballet dancers. Brazilian Journal of Physical Therapy. 2016 Apr;20(2):166–75. 
5. Smith TO, de Medici A, Oduoza U, Hakim A, Paton B, Retter G, et al. National survey to evaluate musuloskeletal health in retired professional ballet dancers in the United Kingdom. Physical Therapy in Sport [Internet]. 2016 Jul [cited 2016 Oct 3]; Available from: http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S1466853X16300657 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo em comentar e dividir sua opinião. Pedimos apenas que seja respeitoso com todos e que se identifique através de seu nome, profissão e e-mail.

Comentários sem identificação serão moderados e/ou deletados.

TrendsTops

TrendsTops - Agregador de Links

Eu Te Salvo

Uêba

Uêba - Os Melhores Links